segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Blá, blá, blá e mais isto e mais aquilo...

Pronto, é verdade, tenho um filho que não se cala nunca e por nunca quero dizer quando estamos a (tentar) ver algo na televisão, às refeições ou seja quando for...
A verdade é que o meu filho tem assunto o tempo todo e raramente ou nunca está calado seja com conversas, observações, perguntas ou pedidos de ajuda para fazer algumas coisas.
E se nuns momentos tem piada e conversmos imenso os dois ou os três ou com outras pessoas, noutros confesso que já deito fumo pelos ouvidos porque não só não consigo ouvir nada do que quero, como o pai e a mãe não conseguem conversar entre si ou não consigo estar apenas em silêncio...
Hoje em dia sou uma pessoa calada e contida mas conta a minha mãe que eu era assim em criança e sempre a fazer perguntas, isso a juntar a um pai deveras falador que tem conversa para tudo e para todos, é igual a um filho que fala pelos cotovelos!!!
Mas depois caio em mim e penso nas pessoas que perderam os filhos recentemente, nas crianças que deixaram de conseguir lutar contra as doenças maléficas que as atacaram e dou graças pela alegria de ter o meu filho comigo, um filho que enche uma casa e o nosso coração de pais...
Não consigo sequer imaginar a dor de perder um filho e fico sempre pensativa quando vejo notícias que dão conta de casos assim...

2 comentários:

mamã da princesa disse...

Pois...
Ás vezes também queria que a M se calasse um bocadinho ou me deixasse apenas sossegar um pouco,mas depois penso que estou a ser injusta porque afinal é uma menina saudavel e uma querida (ás vezes!!!;)) e se sossegasse era mau sinal. Tantos pais certamente que queriam ver os filhos a falar e a saltar e não veem... e dou graças a Deus por ela ser assim e estar bem.

Beijinhos grandes

Sandra e Dinis disse...

O meu é igualzinho, como se costuma dizer:
São tds feitos na mesma fábrica!

Mas um bocadinho de silêncio não fazia mal nenhum.
bjs