segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Coisas (muito) esquesitas do nosso Natal, parte III

Não sei se alguém viu uma reportagem que deu no telejornal da SIC na véspera de Natal sobre as pessoas ligadas à cultura em Portugal que faleceram em 2010...?
Estávamos à mesa quase em silêncio a ouvir aquilo e o filhote estava a brincar sozinho no meio da sala.
De repente, e sem ninguém esperar começa a dizer sozinho "avó Lia, avó Lia"... Eu e o maridão entreolhámo-nos porque foi realmente o que ele disse, sozinho, e há imenso tempo que ninguém fala na avó Lia, ainda que eu lhe fale nela quando me pergunta pela família, e estando a dar na televisão uma reportagem sobre pessoas falecidas em 2010 foi assim algo completamente esquesito no nosso Natal.
Calámo-nos. O filhote também não disse mais nada nem deu mais importância mas eu, o pai e a minha mãe temos a certeza das suas palavras exactas: "avó Lia"...
Para quem não sabe, a avó Lia era a mãe mais que 'jovem' do meu marido, faleceu no Verão de 2006, quando eu estava grávida do filhote que nasceria no Outono...

Sem comentários: