sábado, 18 de dezembro de 2010

E quem é que andou na rua com 8º e de manga curta, quem foi...?

Fui eu e soube-me muito bem!
À tarde, e depois de tudo "despachado" em casa, fui correr e andar depressa. Hoje corri mais do que andei e por isso transpirei imenso. Vai daí que a camisola polar estava a deixar-me cheia de calores e tive que a tirar e atar à cintura. E debaixo duma espécie de névoa e duns escassos 8º corri e ri ao mesmo tempo enquanto observava a minha amiga canina numa correria excêntrica e pensava nos meus melodramas tontos, aos quais dou por vezes tanta importância e que afinal não têm importância nenhuma a não ser na minha cabeça.
Enfim... Mas quando vínhamos embora tive que voltar a vestir a camisola polar. Sim, é que eu podia estar encalorada mas com o abrandamento do ritmo, era notório o frio que se fazia sentir.
Chegada a casa e depois do banhinho revigorante tomado, desatei a cozinhar 'freneticamente'. Meu Deus, agora não ando a correr para aquecer, ando a correr para eliminar do meu corpo as calorias ingeridas a mais em dias como os de ontem e já a pensar nas iguarias natalícias que se aproximam... E as da passagem de ano... E as do aniversário do meu marido.
Bom, o melhor é não pensar em nada porque eu vou correr porque me dá prazer e não a pensar de forma quase paranóica no que como. Gosto de andar ao ar livre, gosto da sensação de correr e mais ainda das sensações pós corrida que percorrem o meu corpo e a minha alma.
Exercicío e mexidas recomendam-se, mesmo com oito graus...
:) 

Sem comentários: