quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Irritantemente irritante, impacientemente sem paciência

É assim que ando nalguns dias e lembro-me sempre dum curso de formação que fiz, há "duzentos anos atrás", em que uma rapariga que mal me conhecia, utilizou uma foto dum barco num mar sereno para me definir e até hoje acho que teve e tem razão.
Dizia ela que eu era muito calma, mas que de repente, tal como o mar, ficava crespada, agitada e parecia um furacão, levando tudo à frente devido às minhas irritações. Depois, tal como o mar, serenava, acalmava, embalava, acolhia no meu colo os que me rodeavam e ficava tudo 'normal' outra vez.
E é assim que realmente tenho andado. Num dias calma, tranquila, serena, brincalhona e bem disposta. Noutros, insuportável para os que me são mais chegados, leia-se o meu marido e o meu filho, e até a cadela leva por tabela e os gatos, reparando em tudo e mais alguma coisa. Qualquer pormenor lança a tempestade na minha calmaria...
O que vale é que tal como o mar, já sei que isto passa...

2 comentários:

Elsa disse...

o meu marido diz o mesmo de mim... somos bem parecidas, não me importava de ser como tu, até nos kilos perdidos eh eh eh :p

kombi disse...

com a idade consigo abstair-me do que me faz mal e sigo em frente calmamente e indiferente.

deixa lá o mau humor não tarda vai embora.