segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Que chatinha e pareço uma criancinha desamparada

Mas os meus pais foram embora hoje de manhã.
Acompanharam-me à Creche a deixar o filhote que, felizmente, não choramingou nem fez birras para ficar. Assim que viu a Educadora e os seus amiguinhos despediu-se de nós e foi a correr ter com eles à Sala.
Por laivos de segundo deu-me a choradeira mas não chegou a acontecer.
Nestes dias fico sempre com uma espécie de neura que sei que acaba por passar mais tarde. Sinto-me até infantil e ridícula nesta dor que é a ausência dos meus pais, afinal sou adulta, mãe, quase 40 anos mas... sou filha única, só saí de casa quase aos 29 anos quando juntámos os trapinhos e mesmo assim vivíamos a uns escassos 500 metros uns dos outros. Nunca me habituei à ausência dos meus pais, entendida por muitos como o facto de gostar ou de querer estar debaixo das suas asas mas não é isso, só tenho os meus pais e os meus pais só me têm a mim, a minha mãe é assim tipo a minha melhor amiga com quem vou às compras, ao café...
Sou o que sou e acho que não tenho que pedir desculpas por me custar estar longe dos meus pais. É certo que a nossa relação melhorou muito desde que vim para o Oeste mas nestes dias nem durmo bem, penso até em ir-me embora mas depois penso no meu filho e no seu bem estar. O meu filho está bem cá, está muito bem na Creche, tem ligações, amiguinhos, conhece toda a gente...
O meu filho... É nele que penso...

5 comentários:

kombi disse...

não sou filha única, tenho um irmão de 38 anos eu faço 37 no verão, casei aos 24, e pra mim é impensavel morar longe da minha mae, o meu pai já faleceu há 5 anos e sou sincera custou mas com a minha mãe vai custar mais, nem quero imaginar, qd é por velhice aceita-se melhor como foi a minha avó materna que sempre viveu na casa ao lado de nós e lá faleceu aos 88 anos.

não te sintas mal por amares tanto os teus pais, penso que tem mto a ver com o nosso signo, caranguejo é tramado para afectos familiares. O importante é estarem bem e matarem saudades, de certeza que os teus pais ficam felizes por verem que voces estao bem.

mamã da princesa disse...

Não sei se por ser segunda feira, se por outro motivo qualquer, também não estou nos meus dias...
Apetecia-me ter ficado em casa e não ter descalçado as pantufas...
Ter tempo e energias para despachar o que me falta para o Natal... mas energia é o que menos há por aqui!

Beijinhos grandes

kombi disse...

sê bem vinda ao regresso ao meu cantinho :D

Isabel disse...

Acho que é normal sentires-te assim.

Um beijinho grande!

manu disse...

Creio que nos vamos habituando áquilo que temos e que nos conforta.
Eu já não tenho pais, o meu filho viaja muito e raramente estamos juntos, o resto da família está longe.
Habituei-me a viver sozinha e lido bem com isso.
Sei que mesmo longe há sempre alguém que se preocupa comigo e eu com eles.
Compreendo o que sentes porque também eu já senti saudades nas ausências.

Beijos
Manu