quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Há sempre uma primeira vez para tudo

E hoje pela primeira vez apeteceu-me deixar a minha mãe a falar sozinha ao telefone.
As mães têm sempre razão. Eu sou mãe, sei como é.
Mas em quase 37 anos de vida parece-me que foi a primeira vez que 'confrontei', discordei e 'enfrentei' a minha mãe.
Ora isto pode querer dizer muita coisa: finalmente cresci, finalmente tornei-me adulta, finalmente não preciso da concordância e da 'absolvição' dos meus pais para me sentir bem, finalmente consegui ser frontal, finalmente deixei de ter "medo" em me expressar, finalmente amadureci ou finalmente permiti-me pensar de forma diferente da minha mãe. E espero eu que isto agora se aplique à minha vida em geral na relação que tenho com as outras pessoas...
Dito assim, isto até parece tonto, cruel e acriançado já que deveria ter ocorrido lá para os... 18/20 anos...?
Devo ser daquelas pessoas a quem teria feito bem ter ido estudar para fora e aos meus pais também.
Como me disseram em relação à mudança para o Oeste, aos 35 anos é que dei o grito do Ipiranga. Chamar-se-á a isto crescer...? Acho que sim...

4 comentários:

SC disse...

Há sempre uma 1ª vez para tudo... e ainda foi a tempo! às vezes também lhes faz bem serem contrariados, sabias?!

Jokinhas

Cris disse...

LOL Eu acho o máximo esta tua "mudança" :-)

Que assim continues!

Somos todos diferentes, por isso, haver opiniões diferentes não faz mal nenhum :-) E sim, nós somos adultas, mães e também temos uma palavra a dizer lol

Beijocas.

Sandra e Dinis disse...

Nunca é tarde ... Por isso ainda se vai a tempo para tanta coisa

Eu tb acho que cresci ao sair de casa para ir estudar fora.

beijinhos grandes

MakingMoney disse...

Aos 18/20?? rapariga, estás atrasada. Essa fase de discordar com os pais dá-se por volta dos 12/13... Quererá isto agora dizer que estás de volta à adolescência??