segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A votos

Afinal não só o meu filho foi votar comigo, e por isso ficou todo orgulhoso, até porque lhe expliquei que aquele sítio era onde a mãe tinha andado na escola em pequenina, como fui eu votar com a avó do meu marido.
O filhote ficou todo contente por ir votar e por ver e conhecer a escola da mãe, sim, é que afinal as nossas papeladas ainda não estão todas mudadas para o Oeste (burocracias), e depois quando o avô lhe perguntou se queria ir votar com ele, respondeu um redondo não porque já tinha ido votar com a mãe!

E lá fui eu com a bisavó paterna aos votos porque o pai tinha o carro em segunda fila e pelo caminho pergunta-me em quem deveria votar (!). Escusado será dizer que lhe disse que isso era da sua consciência, que não lhe ia dizer em quem tinha votado nem em quem deveria votar, até porque ela, à beira dos 85 anos, está lúcida e sabe muito bem o que se passa...
E assim se passou um dia a votos. Lá em casa não houve abstenção...

3 comentários:

kombi disse...

por cá há sempre abstenções e sabes porquê? porque deste que participei em mesas de votos verifiquei que quem é leito já está eleito há muito, tudo não passa de uma "palhaçada" e verificou-se ontem com a situação dos cartões de cidadão e nem vale ir a segundas eleições pq o resultado não vai ser alterado, apesar de partidos alegarem que quem votou foi marioritáriamente idosos por terem BI vitalicio, não sei como vai ser qd o cartão for para todas as pessoas.

o pior de aqui não votar-mos é ser-mos sacionados se necessitarmos de algo da camera ou junta.....rico país que vivemos.

mamã da princesa disse...

Por cá também fomos a votos... nada de abstenção!
Mas com a assembleia de voto a 200m de casa, fomos um de cada vez para a M nem sair para a rua... tal era o frio!

Beijinhos grandes

Cris disse...

Nós também fomos votar... votamos sempre...

O que não entendo é que por cá não deixam as crianças entrar... a minha lá teve que ir comigo, pois entrei eu e o pai ao mesmo tempo, mas ficou só ao meu lado...

Enfim...

Mas a confusão dos cartões é que não se entende num país que se diz muito informatizado - lamentável e vergonhoso :-( Eu tenho CC, o que me vale é ter tb o cartão de eleitor... levei os dois...

Beijocas.