quarta-feira, 20 de abril de 2011

Ontem ao fim do dia o S. Pedro deu tréguas...

E lá fui eu na minha solidão solitária com a minha amiga canina por companhia numa caminhada ultra rápida e em pedaços de corrida em que ela corre ao meu lado.
A cada dia que passo sinto que vou ganhando mais resistência e que "aguento" correr durante mais tempo. Ontem foi um desses dias num fim de tarde enlameado, por causa da chuva do dia, e em que fui para casa com os ténnis e as pernas cheios de lama.
Não faltaram os agachamentos nem os abdominais porque o vento secou a humidade presente nos bancos. Ainda houve lugar para uma flexão imóvel apoiada, precisamente, num dos bancos. Apoiei lá os meus braços e fiquei esticada e hirta a aguentar o peso do meu corpo.
E pronto. Escusado será dizer que cheguei a casa muito mais bem dispostinha.
Quem te viu e quem te vê. Correr e andar sempre foram um desporto que eu odiava. Dizia sempre que fazia qualquer coisa excepto correr porque detestava fazê-lo... Assim que descobri os seus benefícios, não quero outra coisa. É realmente o que mais emagrece - foi quando comecei a caminhar e correr que o meu peso acelerou o ritmo na sua perda, tonifica, alivia o stress, é o desporto mais económico - pode ser feito sem termos que pagar nada, dá resistência e força, faz bem à mente e ao coração e aos pulmões e é uma forma de entrar em contacto com a natureza...

2 comentários:

Rachel disse...

Que pena tenho de não morar perto de ti, para fazer essas corridas.

Quase todos os dias faço caminhadas com o meu marido, ontem não fomos deu-me a perguiça!

Bjs

mamã da princesa disse...

:)

Beijinhos grandes