segunda-feira, 30 de maio de 2011

Será uma tonteria, uma fraqueza sentir-me assim...

Será assim tão descabido ficar "afectada" nas segundas-feiras a seguir a quando estive com os meus pais...?
Serei assim tão 'infantil' por me perturbar estarmos tão pouco tempo juntos...?
Serei assim tão criança por me sentir tão calma e apaziguada quando estou no "colo" da minha mãe...?
Sinto que o preço que estou a pagar por tudo de bom que as mudanças para o Oeste trouxeram é a espécie de dor que sinto de cada vez que nos 'despedimos'...
Também já sei que me estou a repetir e que isto passa e que, como diz a minha vizinha holandesa, "it's only one hour" (em relação à distância) mas... não sou de pedra, caramba, por muito dura que a vida me esteja a tornar...
Sou filha única, como diz a música, ou sou uma filha "chéché" ou sou apenas humana...?

2 comentários:

Cris disse...

É claro que não é tonteria nenhuma!

És apenas uma FILHA que gosta de estar com os seus PAIS!!
Mas olha, vê a coisa pelo lado positivo - a mudança para o oeste aproximou-vos até, não foi? Pelo menos é a ideia que tenho...

Podem ter menos momentos juntos agora, mas são de melhor qualidade e mais bem aproveitados :-)

Não tens que te sentir envergonhada por isso. Só prova que se gostam... só sentimos saudades de quem gostamos e com quem nos sentimos bem :-)

Beijinhos.

Andreia disse...

Acho que és apenas normal e o que sentes é normal! E sobretudo é sinal que és feliz e que os teus pais te proporcionaram e continuaram a proporcionar momentos felizes daí essa sensação de vazio.
Não é ser infantil é ser humano!