domingo, 5 de junho de 2011

Magnífica tarde de praia

A tarde de ontem foi magnífica.
Acho que há "anos" que não dormia na areia, debaixo do chapéu de Sol, e ontem isso aconteceu e foi deveras retemperador.
Consegui dormir porque o filhote se entreteu à pesca com o pai e assim não "precisou" da minha 'assistência'.
Para além disso, não havia vento, o ar era quente, a praia estava praticamente deserta o que equivale a muito espaço livre, tanto na praia como para estacionar, a água estava boa e só foi pena que os peixes não quizessem provar o isco que o pai e o filho tinham colocado na água...
Viémos embora eram quase oito da noite, algo também inédito há "anos" na nossa vida, e de repente até parecia que estávamos de férias, e não no 'meio' da nossa vida 'normal'. Mas, afinal, este foi um, entre tantos, dos motivos que nos levaram a mudar para o Oeste: a sensação de que estamos de férias quase 'continuamente' com a vida que fazemos ao ar livre e sem trânsito e enchentes nas nossas vidas diárias e com tudo próximo de casa...

Esta foto servirá um dia para "medir" o filhote em proporção à cana de Pesca. Acho que quando for mais velho vai ter imensa piada caso ganhe o gosto pela Pesca como o pai...

A areia, as pedrinhas, o mar...

Sandálias na areia a repousar enquanto os nossos pés percorrem a areia e são completamente livres...

Numa tarde de 'lanzice' só poderia dar-me para ver revistas que não dessem muito que pensar a não ser no que poderão ser as nossas próximas refeições e esta receita já está em fila de espera...

Quase a vir embora no meio duma praia quente e deserta...

Às tantas nem sabemos se estamos numa praia do Oeste ou no meio dum qualquer deserto em que o filhote corre em plena liberdade de movimentos...

E pronto, os meus pés a saborearem a água revestidos do "famoso" 'Spicy Pink', é que não me canso de olhar para as unhas dos pés e para as unhas das mãos...