sábado, 6 de agosto de 2011

Get to France...

Uma boa amiga partiu hoje para França em busca de uma vida melhor. Esta vida melhor não é necessáriamente na parte financeira mas sim na parte emocional, psicológica, no seu equilíbrio e auto estima depois de uma vida que não lhe tem corrido nada bem, principalmente no que aos amores diz respeito.
Telefonou-me há umas semanas a informar da sua decisão, perguntei-lhe se tinha a certeza e depois de a ouvir incentivei-a a ir, que lhe iria fazer bem e que se não gostasse em duas horas e meia chegava cá, de avião.
Ultimamente não nos encontrávamos muito mas é daquelas amigas que ficou para sempre ainda que seja um pouco mais velha do que eu (quase 20 anos a mais do que eu).
Vai daí que na semana passada, aquando da nossa ida a Lisboa, tivémos um encontro fugaz em que nos agarrámos uma a outra a choramingar. Abraçámo-nos várias vezes, despedimo-nos várias vezes e várias vezes os nossos olhos ficaram molhados.
Sem precisar de fazer dietas ou exercicío a minha amiga mais parece estar anoréctica tal é o estado de magreza em que se encontra devido, precisamente, ao facto de não ter paz do ponto de vista emocional.
Vai daí que lhe disse a brincar que tinha que comer muitos "croissants" e, quiçá, encontrar um grande amor. Um amor grande daqueles que cuidam e estimam porque é tudo o que ela merece depois de uma vida pouco fácil a começar na família e a terminar nos desgostos amorosos que sofreu.
Hoje de manhã, enquanto me preparava para a minha corrida recebo uma sms. Era ela. Estava a atravessar a fronteira, a sair de Portugal. Mais uma vez me emocionei e mais uma vez lhe desejei toda a sorte do mundo porque merece...
(...)...

1 comentário:

Dear Daisy disse...

Corajosa, a tua amiga.
Que a vida por lá lhe seja mais sorridente :)
besito