terça-feira, 27 de setembro de 2011

Engole um sapo mãe, com um guardanapo, mãe...

Isto para uma mãe que não gosta de futebol, claro está, como eu... Para uma mulher que enquanto "teenager" nunca ligou a mínima ao futebol e aos jogadores do dito...
Hoje em dia, quer dizer, do desporto em si não gosto nem desgosto. É um desporto como outro qualquer, que faz bem à saúde física e mental. Do que eu nunca gostei muito foi da fama e dos mundos criados à volta do futebol...
Bem, mas opiniões à parte, foi com algum "custo" que me comecei a aperceber do gosto e do 'suposto jeito' do filhote a jogar à bola.
É ainda muito pequeno mas acompanha sempre o pai nas 'jogatanas' no campo perto de casa e eis que começamos a ficar entusiasmados com o dito futebol.
Venham de lá umas chuteiras (!) - oh, tão giras! nem sabia que as havia no número 28! - e, um pouco depois, venha de lá o equipamento, não do Sporting como era suposto, mas do clube da terra do avô materno, do sítio onde sempre morámos antes de vir para o Oeste...
Vai daí que hoje foi o dia em que esta mãe engoliu um sapo daqueles e em que tomou conhecimento de todo um mundo novo...
O filhote foi ter a sua primeira aula de futebol na escolinha local... Lá fomos nós, mãe e pai, com um filhote envergonhado, equipado, e as chuteiras num saco...
Primeiro não queria, estava com vergonha. Agarrou-se às minhas pernas e ainda choramingou...
Ficou a olhar os meninos que jogavam durante uma meia hora mas depois lá foi ele e acho que se "portou" bem... Os coleguinhas são um bocadinho de nada mais velhos (5/6/7 anos) porque o filhote ainda não fez os 5 anos mas foi engraçado.
O mundo novo para nós foi o sentar na bancada a ver o filhote treinar. Isto para mim é algo completamente novo porque a minha relação com o mundo futebolístico é nula e não imaginava que existissem tantas mães e pais nas bancadas a assistir aos treinos...
E assim se alteraram os horários e as rotinas. Era para ter ido correr e não fui. Era para ter ido caminhar e não fui. Jantámos mais tarde do que o habitual mas se o filhote está feliz, eu também estou... Para além disso é um desporto com regras e é saudável...

3 comentários:

Cris disse...

Todo o desporto é bom!!

Quem sabe não sai daí um craque hã? ;-)

Beijocas.

Isabel disse...

Deve ser tão giro!
O Afonso não está nada virado para o desporto, mas a culpa é nossa, pois também não puxamos por ele.

Um beijinho grande!

mamã da princesa disse...

:0)

Alterar rotinas, pelo bem/felicidade dos filhos é mesmo "fixe"!
Que bom que ele se "enturmou".

Beijinhos grandes