sábado, 26 de novembro de 2011

Voltei à costureira...


Recordo-me da costureira perto de casa onde ia com a minha mãe fazer algumas roupas durante a minha infância...
Era algo comum e 'normal' e fazia parte das rotinas mandar fazer roupas para além das que já se compravam feitas. Esta senhora foi também quem me fez sempre as roupas de Carnaval porque sempre me gostei de mascarar e a minha mãe, tal como eu, não tinha jeito nenhum para costuras e afins...
Cresci a ir tirar medidas e a experimentar as roupas duas ou três vezes antes de estarem prontas mas naturalmente isso deixou de fazer parte das nossas rotinas... A venda de roupas massificou-se e eu própria cresci e comecei a ter o meu gosto próprio em comprar roupas ao meu jeito...
Vai daí que muitos anos depois volto um pouco à minha infância ao ir a uma Costureira que deve ser da minha idade. Fui lá, não para mandar fazer roupas, mas para apertar cinco saias que tenho e de que gosto e que, com a perda de peso, me caiam literalmente pela cintura abaixo...
Tive que experimentar as saias para serem marcadas e daqui a uns dias terei cinco saias como novas e de cujos modelos gosto bastante. É que eu sou muito esquesita com os modelos das saias e é difícil encontrar saias de que goste. No caso, estas estavam mais que largas mas agora, depois de apertadas, vão ficar o máximo e vou poder reutilizá-las e usá-las num estilo diferente daquele que usava aquando do meu peso a mais.
Diz-me a costureira que deixava o tecido na mesma ("por dentro") e eu disse logo: "Bem, espero que não seja preciso novamente...!", e sorri...
Agora estou tentada a levar as calças que também estão imensamente largas...
(foto da net)

1 comentário:

akombi disse...

A minha mãe é costureira, tinha clientes que viam nas revistas estrangeiras e lhe pediam o modelo parecido, eu estive habituada em ter roupas originais feitas com restos desses tecidos, bem como de arranjos de roupas que nos davam, não que fosse-mos necessitados mas os tempos eram outros, os pensamentos que agora talvez estejamos a voltar.

Já mais crescida era eu que desenhava e pedia á minha mãe determinada roupa.....o meu vestido de baile de finalistas fez grande sucesso :)