segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Algures maquiavélica nas aulas, "muááááaáá"!!!

Há dias em que uma pessoa não deve estar bem da cabecinha quando tem vontade de rir de coisas de que não devia rir...
Hoje calhou na aula a ter que se fazer estes abdominais da foto. E calhou a ter que se fazerem, nem sei, intercalados com outros exercicíos no meio, para aí umas vinte vezes multiplicados por três ou quatro vezes. Já por aqui tenho escrito que os exercicíos abdominais são dos que sempre me custaram menos a fazer pelo que desde que os aprenda a fazer, faço-os com grande facilidade.
E então, e que "mauzinho" que isto é, mas não imaginam a vontade de rir que me deu quando, em plena aula, vou constantando que havia quem não aguentasse o ritmo, quem não os fizesse, quem desistisse e quem ficasse parado a meio, no caso raparigas muito mais novas do que eu...
E foi incontrolável... Parecia o meu 'diabinho interior' a puxar por mim e enquanto fazia os abdominais de forma fácil, dá-me uma vontade incontrolável de rir, sabem, como quando estamos nervosos...? E ri-me. Também ninguém me via a rir... Bem sei que isto é de "mau tom" mas não consegui controlar-me... Ainda por cima, isto vindo de alguém que já teve excesso de peso e que esteve para aí uns dez anos sem fazer exercicío. Por certo que não gostaria que se tivessem rido de mim quando voltei a praticar desporto...
Mas pronto, fica o "conforto" de que as meninas não se aperceberam do meu "gozo maquiavélico interior" em conseguir fazer tudo e elas, muito mais novas, não...
Não me batam por causa da minha sinceridade, sim...?
:O
(foto da net)

1 comentário:

Cristina disse...

Tenho lido os teus relatos dos exercicíos mas não tenho comentado. Mas digo-te uma coisa: que inveja que tenho!!! E o pior é que sei que só depende de mim dar o 1º passo. Tenho mesmo que dar uma volta à minha vida e uma das coisas que me transtorna é o excesso de peso, não só pela estética mas porque me canso com muita facilidade, é difícil baixar ou dobrar para fazer qualquer coisa, enfim... Tenho muitas desculpas para continuar assim, mas tenho que arranjar uma solução!
Um abraço e desejo-te um natal feliz e um ano novo cheio de coisas boas.