segunda-feira, 12 de março de 2012

Não desfazendo, acho que a namorada do meu filho tem muita sorte...

Se o meu filho se 'mantiver' assim quando crescer, acho que vai ser um excelente namorado...
Neste fim-de-semana ao tirar uma daquelas bolas das máquinas, daquelas que trazem brindes, saíu-lhe um coração pequenino, almofadado, encarnado, a dizer "I Love You" ao qual não ligou assim muito.
Hoje de manhã estávamo-nos a preparar para sair, eu a dizer-lhe o que estava no saco e na mochila, para prestar atenção, e eis que me pede para esperar porque ia buscar o coração para dar à "XY"...
E eu fiquei assim a olhar para ele do género, mas que prendado e dedicado à namorada (atual)... Então às 8h30 duma segunda-feira lembrou-se do coração e de o dar à sua amada...
Mas que ternurento, filho... É bom que continues assim vida fora com as mulheres da tua vida até te aparecer aquela com quem decidires partilhar os teus dias e as tuas noites...
E depois pensei que realmente tenho um filho que adora ajudar. Já no futebol é dos poucos meninos que vai logo, voluntariamente, ajudar a arrumar os materiais.
E ontem, decidimos dar a bicicleta e o capacete que já não lhe serviam e que lhe foram dados quando fez 3 anos... Sem qualquer problema, 'libertou-se' da bicicleta "antiga" e do capacete e foi dá-los à menina que vive ao nosso lado... E estava feliz por o fazer.
E eu fico feliz por ver que não tenho um filho "egoísta" ou 'agarrado' às coisas, que gosta de dar e, principalmente, porque se lembra das pessoas a quem dar...