sábado, 19 de maio de 2012

E à tarde afinal o que foi...

De qualquer forma, o Zumba está em agenda e vou experimentar num destes dias e depois direi aqui se caí para cima de alguém enquanto trocava mal os passos, está bem...?
Vai daí que, para não variar, fui andar de bicicleta debaixo de um céu cinzento, cheio de núvens e em que ainda caíram algumas gotinhas de chuva.
Hoje estava cheia de força pelo que as pernas rolavam de forma mais rápida, mais forte numa bicicleta carregada com mudanças fortes, muitas vezes no máximo da rotação.
O caricato da bicicleta de hoje foi um trator que se atravessou à minha frente com um casal de velhotes agricultores que me sorriam. A senhora, sentadita no trator, só olhava para mim e sorria. E eu sorria também.
Sim, houve momentos em que pensei em ultrapassar o trator e tive que abrandar o ritmo para não andar mais do que o dito... Contive-me porque sabia que vinha aí uma subida íngreme e difícil e claro que, havendo um motor, desapareceriam da minha vista, mesmo tratando-se de um trator.
Vai daí que assim que começou a subida foi ver o trator a desaparecer e eu a ficar para trás a pedalar intensivamente e de forma mais rápida e forte do que o habitual.
O importante é não desistir e depois ir progredindo fazendo sempre mais e melhor...
Claro que, tal como na vida, depois duma super subida, há uma super descida e é aí que me divirto inclinando o corpo para a frente para balancear e pedalar ainda mais rápido a descer. Que gozo que dá o vento na cara, a bicicleta a passar dos 50 Kms/hora, o corpo a equilibrar-se nas curvas, o rabo para trás no selim para fazer peso e agarrar a bike ao chão.
Ui, ai, enfim, é cá uma descarga de endorfina ou de adrenalina ou de outra hormona qualquer acabada em "ina" que nem tenho palavras...
Enfim, a pedalada de hoje rendeu, para além da tranquilidade habitual e da sensação de liberdade liberta, 28.1 km de Mountain Biking feitos em 1h30mns que queimaram 964 calorias. A média de velocidade rondou os 19 Kms/hora.
Definitivamente assumo que estou viciada e que pertenço ao clube do "tenho um bichinho cá dentro que me pede para ir pedalar"...

Sem comentários: