terça-feira, 31 de julho de 2012

A dolorosa...

E pronto. Hoje de manhã ao deixar o filhote na Creche bateu a angústia novamente de sentir e saber que este ritual não se vai voltar a repetir.
Foi a última manhã que deixei o filhote na Creche. Fecha-se assim um ciclo de três anos, mais um capítulo na vida do filhote e na nossa, na minha por todos os dias deixar o meu filho na Creche antes de seguir para o trabalho...
Quis levar gomas e rebuçados para dar aos colegas em sinal de despedida e porque amanhã já fica de férias com o pai e com o mano enquanto a mãe desespera pelo final da semana para se lhes juntar...
O verbalizar perante a Educadora e a Auxiliar de que hoje era realmente o último dia foi uma espécie de abanão e por momentos achei que ia desatar a chorar...
Logo virá tudo o que o filhote ainda lá tem e é mesmo o encerrar duma fase. Em setembro inicia-se outra na escola primária que fica perto da Creche e por isso podemos ir lá quando for para matar saudades e pôr a conversa em dia...
Quando entrei e me sentei no carro, dei à chave e liguei o rádio de forma automática. Na minha cabeça só pensava que o tempo passa realmente demasiado depressa. Que o meu filho está crescido e que primeiro "deixou" a ama quando rumámos ao Oeste e passados estes anos "deixa" a Creche...
E pronto, já nem sei bem o que diga ou escreva sobre isto...

1 comentário:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

ah pois passa! Muito depressa. Recordo e tenho bem presentes todas essas etapas da minha filha e hoje olho-a e tem ...15 anos!

É natural tudo o que sentes, e é até necessário que o sintas! sinal que as etapas se sucedem, terminam umas para darem lugar a outras, dando lugar ao crescimento e à natural evolução, e sinal que vives as coisas com sentimento, o que é essencial para a vida ter a chama acesa!