quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Não uma, não duas, mas umas cinco ou seis...

Ontem, sem eu contar ou esperar, para aí uma meia dúzia de pessoas me perguntou se eu tinha ido ou como tinha corrido a maratona...
E de cada vez que alguém me fazia estas perguntas eu sentia-me assim a afundar ou a ficar muito pequenina e profundamente desconfortável.
Dependendo do grau de confiança que tinha com quem me perguntava isto, a minha reação interior diferia...
Para pessoas "afastadas" mostrei algum distanciamento e disse apenas que tinha estado indisposta, para pessoas mais próximas disse o mesmo mas acho que os meus olhos não mentiam e transmitiam que a indisposição era da alma e não do corpo... 
Enfim, por momentos achei tudo isto irónico porque já fui a 'carradas' de maratonas e nunca ninguém me perguntou nada, e agora quando não vou a uma que pelos vistos era especial, era "the one", toda a gente me pergunta se fui e/ou como correu...
Caramba... Por momentos senti-me "famosa" no meio de tanta parvoíce, a de eu não ter ido à maratona e a das pessoas a perguntarem-me sobre a dita...
Viver para aprender realmente...
E agora como sou doida de todo lá fui eu inscrever-me noutra maratona que supera as minhas capacidades físicas... Pergunto-me se vou conseguir e, principalmente, se também vou desistir à partida... Acho e espero que não, espero ter aprendido a "lição"...

1 comentário:

Carla Isabel disse...

Exacto.(que eu nao aderi totalmente ao acordo ortográfico)...e fizeste bem...e estou a torcer por ti...e tenho saudades tuas! :)