sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Cliché

O meu pai teve alta ontem e saíu do hospital.
Ena, viva, yuppiiee...
Pois, mas não é bem assim...
O meu pai já era "doente" com a sua Diabetes e os problemas de coração mas... ia-se levando...
Agora o meu pai "está doente" e tem uma imensa medicação para tomar.
Espero, esperamos todos, que nada daquilo avance mas... está lá... E isso deixa-me preocupada, ansiosa e pensativa...
O cliché de que a vida continua e que tenho que pensar em mim e no meu filho neste momento não é suficiente...
Uma vez mais coloco em causa a minha mudança para o Oeste porque não estou próxima dos meus pais e não os posso ajudar como gostaria, nem que fosse só por estar presente ou por estarmos ali a uns escassos metros uns dos outros.
Para já não há nada de preocupante mas a ideia de que não estou lá para os ver e amparar desola-me um pouco...
Os fins de semana são cheios de atividades do filhote, afinal fomos criando 'raízes' no Oeste, e para irmos a Lisboa ou ele falta e é o último que deve ser "prejudicado" em relação a tudo o que se está a passar ou andamos sempre a correr e o tempo não rende nada...
Às vezes pergunto-me por que é a vida tão difícil... Bem sei que deveria agarrar-me ao cliché de que a vida segue em frente e que é no filhote que está o futuro mas chegámos ao ponto que eu temia, a de ter os meus pais envelhecidos e não estar próxima para os poder ajudar porque sou a única filha e não há mais família por perto que lhes valha...
A minha cabeça anda a mil e penso se 2013 será um bom ano ou um ano de (mais) mudanças...
Se pondero em voltar para Lisboa...? Sim, por vezes isso passa-me pela cabeça mas como acho que o filhote seria 'prejudicado' com mudanças de Escola e de amigos e de atividades, fico na minha e nada faço para que isso aconteça...
Às vezes até parece que estou a viver a milhares de quilómetros dos meus pais, num outro qualquer país...
É duro optar ou pensar que a vida continua e que devo seguir com as minhas coisas.
Às vezes parece-me que o (meu) mundo está todo ao contrário em várias 'facetas' da minha vida...
Às vezes sei que devo agradecer por tudo que tenho, pelo filho maravilhoso que tenho no meu caminho mas às vezes faltam-me as forças para ter ânimo e conseguir 'gerir' tantas coisas ao mesmo tempo...

Sem comentários: