terça-feira, 16 de julho de 2013

Com a aproximação do meu aniversário

Recordo que este vai ser, afinal, o meu primeiro aniversário passado sem o meu pai...
Tudo o que queria era que o meu braço estivesse normal e que tivesse os seus movimentos de volta.
E entretanto lembro-me do meu pai...
Não planeei nada. Será um aniversário 'normal' como nos outros anos, com a diferença de que não vou ter a companhia duma pessoa muito importante. De uma das pessoas que me deu a vida...
E que treta é a vida às vezes. Pelo menos 2013 está a ser uma treta até agora.
No dia dos meus anos irei à Fisioterapia. Podia ter alterado a sessão mas para quê se não vou a lado nenhum nem tenho nada de especial para fazer...
Tretas, é o que é.
E depois a idade em si. Há tanta coisa que nunca imaginei para esta idade. Não sei, sou nova mas sinto-me a ficar 'velha'.
Olho para as miúdas de vinte anos e lembro-me de mim naquela idade, tão filha, tão menina dos papás, tão livre, tão magra, tão responsável, tão tanta coisa e agora eis-me a chegar à beira dos 40, uma idade que parecia tão distante...
Que estranho ir fazer anos e estar em casa 'de baixa', a recuperar duma queda e duma operação...
De repente tanta coisa parece deixar de fazer sentido...
Só sei que o meu pai não está cá, nem estará mais e as saudades apertam e dói, e muito...
Sempre imaginei que os meus pais eram imortais e que iam viver 'para sempre' ou pelo menos até muito tarde... Antes de chegar aos 40 já perdi o meu pai e quando caí da bicicleta, por instantes de segundo, pensei que me iria juntar a ele, tal foi a brutalidade com que o meu corpo bateu no chão, no alcatrão e senti-me a perder os sentidos pela dor brutal que senti...
Vou fazer anos e acho que pela primeira vez na minha vida não estou a ligar nenhuma a isso...

4 comentários:

akombi disse...

Espero que tenhas passado um dia mto feliz, tb eu fiz 39 anos no passado dia 13, tb eu sinto os receios que referes com a chegada dos 40 no entanto não deixa de ser uma vitoria sentir envelhecer e estar cá para partilhar. Quanto á perda que sentes não digo que é fácil mas acredita no tempo que vai ser o teu melhor aliado.

Já quanto ao posta ali em baixo tb sinto o msm e controlo-me em não publicar no fb essencialmente pq acho que tudo olha para nós a cuscar a nossa vida e com sentimento mau, então com pessoas que me conhecem pessoalmente uii nem comento, tb eu prefiro mesmo são os blogs, apesar de estarem diferentes.

Beijo grande e espero que sossegues o teu coração.

Susana Ferreira disse...

Ola amiga não tenho vindo aqui , e agora passei por cá ,mas o que leio teu não é assim mt animador. Então é hoje que fazes anos, parabéns,tem um dia feliz, e tenta não pensar nessas coisas tristes. O teu braço há-de ficar bom,isso acontece a quem anda nesses desportos e realmente antes isso que algo mais grave. Tenta divertir-te mais o filhote. bjs

Susana Ferreira disse...

Eu fiz 35, e olha foi mt bom ,foi em junho, e fiz na terra das minhas amigas que gosto mt ,elas organizaram tudo e passeámos e convivemos mt durante uns dias,o pior é passar tão rápido e uma pessoa ter que vir embora qd estava a ser mt bom. Mas olha tenta pensar positivo,mesmo em casa podes fazer um jantar melhor para o teu dia,e ter um bolo dos anos,é boa ideia.bjs

Vera, a Loira disse...

É, a vida não é fácil ás vezes, mas temos de superar cada etapa mais difícil, um beijo.