segunda-feira, 15 de julho de 2013

Quilos de Quilómetros...

Hoje tenho quilos de quilómetros em cima. Eu e a minha família. Nem tudo correu bem mas nem vou falar disso senão daqui a pouco pareço "a desgraçadinha que andava no gamanço", salvo seja... Contudo, deixou-me numa 'pilha', fez-me 'tremer' e chorar com os "nervos"...
É que mesmo contado por mim, até seria difícil de acreditar o que aconteceu e o contexto e por isso, daqui a bocado, vou ao Mercado Medieval para ver se há por lá alguma bruxa honesta ou algum tratamento anti 'bruxedos' ou anti o ano de 2013 para mim ou anti o último ano da idade em que estou uma vez que estou a poucos dias do meu aniversário e de mudar de ano...
Bem, adiante...
Na verdade, o que é de salutar é que chegada a casa, consegui, pela primeira vez desde que caí, fazer um rabo de cavalo 'normal'. Quer isto dizer que, para já, tenho andado a fazer rabos de cavalo, o que por si só era já um progresso. Eram feitos de lado, é certo, junto à orelha esquerda, mas foram um avanço brutal para o meu braço direito a ajudar o braço esquerdo a apanhar o cabelo...
Não conseguia, de todo, fazer um rabo de cavalo atrás e a meio da nuca como é costume. A posição e jeito do braço direito não me o permitiam, e hoje consegui!!! Aqui estou radiante por ter o cabelo apanhado atrás "normalmente"...
A Fisioterapia está mesmo a surtir os seus efeitos, 'finalmente'... Durante as sessões até pode ser, e é, duro, custa, dói, faz transpirar, é frustrante e desesperante, mas afinal depois começam a ver-se os efeitos...
Falta ainda levar a mão ao cimo da cabeça, rodar o braço como se estivesse a nadar, abotoar o 'soutien', ter força e tantos outros movimentos tão normais e curricureiros e afinal tão importantes... Só damos conta de quão importantes são quando deixamos de os conseguir fazer. Falo por mim, nunca liguei ao facto de conseguir rodar os braços ou levar as mãos à cabeça ou lá para trás...

1 comentário:

Alexandra de Amorim disse...

Isso é verdade: só damos por essas pequenas grandes coisas quando não podemos, por alguma razão, fazê-las. Quando estou doente, por exemplo, fico que nem posso se estiver muito limitada! ;)

Mais uma conquista! Vais ver que daqui para a frente será sempre a somar! :D

THE GLITTER SIDE | FB