sexta-feira, 19 de julho de 2013

Realmente, começam a bater as saudades...

Disto... E muito mais...
Suponho que a bicicleta seja como uma paixão arrebatadora.
Algo que nos faz sofrer tanto mas de que(m) continuamos a gostar e a sentir a falta...
A bicicleta foi a causa do meu estado. Foi dela que caí abruptamente. Mas há que pensar noutras perspetivas: poderia ter caído de uma outra maneira ou ter tido um outro qualquer acidente...
E assim é a vida...

- foto retirada -

1 comentário:

Vera, a Loira disse...

Como sabes, compreendo-te como ninguém.