terça-feira, 27 de agosto de 2013

25 ou 26...

Vou na sessão vinte e cinco ou vinte seis, já nem sei bem, de Fisioterapia.
Aos poucos instala-se um sentimento de não querer ir apesar de precisar, e muito... Estou (estamos) de férias e parecendo que não, acaba por 'interferir' com a vida livre das.. férias...
E depois faz com que me sinta "doente". Quando vou e estou nas sessões de Fisioterapia "(re)lembro-me" que estou 'doente', que não estou 'normal', que o meu braço não gira, não roda, nem se levanta na totalidade e isso deixa-me angustiada.
Sim, posso andar de bicicleta, é verdade.
Sim, estou muito melhor, também é verdade.
E no meu dia à dia não preciso de girar o braço nem de o levantar e talvez por isso me 'esqueça' de que não tenho o braço "bom". É como se ignorasse que o braço e o ombro estão ainda em recuperação e na Fisioterapia eu não posso ignorar o óbvio, que o braço e o ombro não funcionam a 100%...
E depois a minha relação com a cicatriz melhorou substancialmente. Não ando ainda com blusas cavadas ou de alsas mas também já não me importo quando se vê um bocadinho nalguma manga mais curta. Na praia ando à vontade, decidi tirar as blusas para ver se ganho alguma cor, mesmo colocando protetor com fator 30 e fator 50 na cicatriz...
Hoje acordei assim, o que hei-de fazer. Ontem foi um dia tão bom de praia, mergulhos, passeios e petiscos e ainda comprei umas calças novas e hoje estou assim, meio angustiada e com uma espécie de bloqueios.
Não me apetece ir à Fisioterapia, e é isso...

Sem comentários: