quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Informação muito interessante para a população em geral e para mim em particular

Ora bem, tenho a dizer que hoje houve mais um pequeno grande passo. Claro que isto é deveras importante para mim e duvido que tenha algum interesse para os leitores 'alheios'... Ainda assim decidi partilhar o 'feito' por aqui...
Desde que caí e parti o ombro, e blá, blá, blá, há seis meses portanto, que hoje foi a primeira vez que voltei a conseguir vestir um 'soutien' desportivo 'enfiado' pelos braços e pela cabeça, ou seja, daqueles que não abotoam atrás, que são apertados e que custam a despir e a vestir. Lá consegui manobrar o braço e levantá-lo um pouco mais do que é habitual por forma a conseguir enfiar o soutien pela cabeça, ombros e braços abaixo...
Por não conseguir vestir os imensos 'soutiens' desportivos que tenho neste modelo, comprei um outro 'soutien' (desportivo) daqueles que abotoam atrás e tenho-o usado com bastante frequência mas hoje fiquei surpresa e feliz por ter conseguido vestir algo que julgava não ser mais possível usar...
E pronto, era só mesmo isto. Ah, podia falar da aula de Cycling e de como pedalei bués depressa nalgumas músicas que me inspiraram e fizeram soltar a raiva que tenho em mim da vida me ter levado o meu pai. Pensei tanto no meu pai que parecia uma "toura" enraivecida com raiva (e passo a redundância...) por ele se ter ido embora e sucumbido à malvada doença que o consumiu num ápice.
Ena pá que as minhas pernas pareciam a versão "Beep Beep" da pedalada. Às tantas mandaram sentar na bicicleta e eu estava tão absorvida a pedalar velozmente em pé que nem dei conta. Quando dei conta estava quase toda a turma a olhar para mim, mais especificamente para as minhas pernas mega rápidas a rodar os pedais...
Enfim, coisas da vida... Sinto-me obstinada com o exercício... Tipo entro muda e saio calada do ginásio. Só estou ali com um objetivo: treinar e melhorar a minha condição física...

2 comentários:

Nainho disse...

Muito raro comentar.. mas sempre leio!
Não falho um post..
Feliz pela tua recuperação.
E continua a libertar tudo seja no ginásio ou no blog :)
Felicidades.
O importante não é o lugar em que terminamos mas sim nunca esquecer o lugar onde começamos, e saber que atingir a meta é a maior vitória!

Alexandra de Amorim disse...

eheheh Estou a imaginar-te a pedalar freneticamente e o resto do pessoal sentado descontraidamente :p