terça-feira, 15 de outubro de 2013

Lá vem ela, single track on the way...

Como neste fim de semana tivémos que ir a Lisboa, apesar de ser tudo a correr, ainda fomos com as bicicletas atrás...
Vivemos uma vida inteira em Lisboa (saímos de lá há quatro anos...) e não conhecíamos Monsanto nas 'versões' "para correr" e "para pedalar"...  Para já, naquela altura, eu nem sequer fazia desporto e muito menos ao ar livre, e depois porque nunca nos deu para ir para aqueles lados...
E assim bem cedo saímos com as bicicletas no carro rumo a Monsanto que nos despertava alguma curiosidade.
As pessoas... No Oeste toda a gente sorri e diz bom dia. Por ali raras foram as pessoas que disseram 'bom dia' ou que responderam ao nosso 'bom dia'... Mas pronto, também estávamos ali era para pedalar e conhecer os trilhos, não era para confraternizar e ficarmos amigos de toda a gente que passava...
Levámos um 'track' no GPS, deixámos o carro em Benfica e lá fomos a pedalar... Tudo muito limpo e organizado mas... confesso que n
ão fiquei fã porque vamos no meio do suposto mato mas logo ali ao lado passam carros e estão infraestruturas instaladas... Não é que não tenha gostado de Monsanto, acho que é um privilégio para quem mora em Lisboa ter um pulmão enorme "à mão" mas para pedalar, fiquei com algumas dúvidas...
A minha "crítica" é mais no sentido de quem anda de bicicleta, sendo que nada tenho a dizer dos trilhos e caminhos, está tudo impecável, limpo e muito bem cuidado. Tem vários single tracks e até me surpreendeu nessa parte.
O que me fez confusão foi ir a pedalar e a escassos metros ter logo estradas e descidas que desembocam no alcatrão, o que é muito perigoso. Para passar dum trilho ao outro, temos que ter cuidado e atravessar estradas, e se uma pessoa vem 'mandada' duma descida pode não se lembrar que ali passam carros e ainda se leva com um autocarro em cima.
E depois as voltas, a extensão é enorme mas parece que não chegamos a lado nenhum.
Mas enfim, suponho que tenha que repetir o passeio...
Isto são talvez já 'vícios' de quem pedala livremente pelo Oeste onde os trilhos e os caminhos são muitos e vão sempre dar a algum sítio belo, de preferência com mar 
 
- foto retirada -

Lá vem ela a sair de single tracks em pleno Monsanto - Lisboa...
(sim, sim, esqueci-me das luvas em casa e não era por causa disso que ía deixar de pedalar... Até porque assim amenizou o branco evidente das mãos comparativamente com os braços dourados e bronzeados...)




1 comentário:

Alexandra de Amorim disse...

Mulher ;), mantém-te longe de autocarros, valha-nos deuses! Não me arranjes mais preocupações :)

gLiTtEr