quarta-feira, 27 de novembro de 2013

All in Black ou mais do mesmo

Ontem não estava propriamente inspirada para grandes 'aventuras' desportivas... Pedalei durante umas quatro horas seguidas no fim de semana passado e com o frio que estava, por momentos até vacilei em relação à minha ida ao ginásio. Custa-me também não ir logo para casa e ficar com o filhote. Sinto que cada vez há menos tempo no tempo e não ir logo para casa depois do trabalho, durante dois dias na semana, para ir ao ginásio, parece que me rouba tempo em qualidade e em quantidade junto do filhote, mas enfim... E depois parece que chego a casa tarde, que nem é o caso, e que ando para ali feita barata tonta nas lides domésticas e maternais a preparar tudo para o dia seguinte (laches e roupas). Ainda assim tenho a ajuda e o apoio do pai lá de casa, senão nada disto seria possível... Mas, sinto sempre que ando a correr dum lado para o outro...
Bom, mas lá fui exercitar-me, um pouco mais tarde pelo que nem houve tempo para ir para a passadeira ou fazer qualquer outra coisa antes do Cycling e do 'interlúdio' de exercicíos que me fazem aperceber das minhas limitações. É frustrante constatar que não consigo fazer determinadas posições/exercicíos por causa das dores e do desconforto que sinto no ombro e no braço... E depois há o reverso que é nos exercicíos que consigo fazer, parece que quase toda a gente desiste e está quase a "morrer" e eu ali a fazer tudo, sem parar, sem desistir... E quando me custa e dói, sinto-me a desistir, muito pouco convencida ou a aceitar com normalidade o facto de ter limitações...
Siga para bingo.
Siga para o Cycling. Toda vestida de preto, all black que é a cor preferida e a do estado de espírito. Ontem até uma camisola de manga comprida levei vestida por causa do frio. E soube bem. A camisola e o preto na camisola, nas calças e na blusa. Uma fita em tons de rosa apanhava o cabelo que finalmente está a ficar grande.


(foto da net)

Sem comentários: