sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Ora aqui está 'algo' a que nunca pensei "aderir"...

Estou surpreendida comigo mesma por estar a gostar e por ter ido pela segunda vez a uma aula de Body Combat... No "passado" já tinha experimentado esta aula uma ou duas vezes mas, ainda que não tivesse 'desgostado', a parte dos socos imaginários constrangia-me (nem sei bem porquê) e por causa disso não insisti... Alguém me disse entretanto que os socos imaginários podiam deixar-me menos à vontade porque eu poderia ter medo da minha agressividade... Fiquei sempre a pensar nisto e por isso se calhar agora acho ou sinto que me 'libertei', que perdi o medo da minha agressividade e de não me apetecer sorrir o tempo todo, e de que há coisas que me irritam, e muito...
E por isso agora é quase com estranhesa que dou por mim a saltar enquanto dou pontapés imaginários mas cheios de força e genica, a dar socos imaginários na cara ou no queixo de alguém e tudo isto sem qualquer constrangimento, sem ter os braços ou as pernas 'frouxas'... Carrego força nos braços e nas mãos e então nas pernas nem consigo explicar o bem que me sabe dar aqueles pontapés no ar, esticar as pernas em frente, para trás ou para o lado...
Farto-me de transpirar e no fim sabe bem. Será que daqui a uns tempos estarei também a usar luvas e ligaduras como fazem as pessoas que praticam Body Combat há muito tempo...? Pois, não sei. Não se pode dizer desta água não beberei, não é verdade, mas a verdade é que, até ver, acho tal equipamento desnecessário, afinal é uma aula que, apesar dos socos e dos pontapés, tem uma coreografia, e é tudo imaginário, não há contato, então para quê as luvas e afins...
O que eu tenho perdido... Sempre tudo tão meigo e terno e foi preciso chegar quase aos 40 anos para me (re)descobrir e encontrar prazer em pequenas coisas que achava sem sentido e das quais tinha medo. Tudo o que fosse mais para o agressivo sempre me 'assustou' e por isso sempre me afastei do que implicasse algo que não fosse "cândido" e "cor-de-rosa". E agora afinal perdi os medos e admito que 'isto' me sabe bem...
Para além desta aula ainda fiz outra com pranchas e outros exercicíos feitos com o próprio corpo e também para aí uma hora de Cycling. Se me senti cansada? Não... Em momento algum me senti cansada ou sem energia. Aliás, no Cycling estava mesmo nos 'píncaros' da energia e pedalava mais depressa e ao ritmo da música que sei lá o quê. Em quase duas horas de ginásio gastei para aí umas 900 calorias. Bem bom...
 
 

Sem comentários: