quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Mas como é que ninguém me tinha ainda dito isto, ou, pior ainda...

Ou, pior ainda, como é que eu não tinha ainda pensado nisto...?
Correr é das coisas que menos gosto de fazer, contudo, insisto sempre e nos momentos "mortos" antes duma qualquer aula, lá vou eu para a passadeira.
Às vezes corro, às vezes caminho com a passadeira num grau de inclinação bastante elevado.
Estava eu ontem a correr, com pouca vontade, quando uma das técnicas do ginásio vem ter comigo. Conversamos e tal e diz-me ela que eu estava a correr muito devagar (a velocidade da passadeira era de 8 km/hora). E eu respondo que não ia ao ginásio há uma semana (mas não referi que tinha ido andar de bicicleta no fim de semana...) e que também não gostava lá muito de correr. E fomos falando, comigo sempre a correr, ainda que 'devagar'...
E eis que ela me diz algo que nunca ninguém me tinha dito mas que foi o suficiente para despertar um 'click' em mim: que eu tinha as pernas "tão" grandes, que podia correr dando passadas mais largas, logo, muito mais rápidas...
Primeiro não assimilei bem o que ela me estava a dizer mas a verdade é que quando fiquei  novamente sozinha, compreendi perfeitamente o que é que aquilo queria dizer e pensei como é que ainda ninguém tinha puxado por mim, dizendo algo tão simples como isto... Ou, pior ainda, como é que eu própria não tinha ainda pensado nisto...
Escusado será dizer que acelerei, se calhar não muito, fui até aos 9.4 kms/hora mas, como digo, a minha 'resistência' e gosto por correr não é mesmo grande coisa... Só que desta vez corri por mais tempo a uma velocidade mais rápida e de facto não me custou, doeu, cansou e por aí fora...
Enfim, vamos ver como será nas próximas vezes...
Fiz ainda uma aula de quase uma hora de Cycling e uns e outros exercícios em que por vezes o braço não funciona lá muito bem e mesmo que funcione, só o impulso de ir tentar fazer algo novo em que possa 'falhar', provoca-me algum receio e por vezes bloqueio e nem sequer faço as coisas...
Fico a olhar para o meu corpo, fico a pensar se serei capaz e fico ali naquele impasse totó...

(imagem da net)

Sem comentários: