terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Não quero nem imaginar...


Imaginar a dor desta mãe.
Imaginar perder um filho.
Imaginar perder um filho e nunca saber se está morto, se foi raptado, ou que raios lhe aconteceu.
Não quero nem imaginar porque só de pensar nisto tudo, dói...
 
 

Sem comentários: