terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Went riding or... sailing...?

Afinal o Windguru também se engana. No domingo dizia que só chovia até às nove da manhã e eu acreditei. Acreditei também porque queria muito acreditar que o tempo ia estar "bom" para poder andar de bicicleta, algo que não fazia há três semanas... Acordei mas o tempo oscilava entre abertas, chuviscos, frio, algum vento e isso fez-me hesitar. Mas lá para as dez e tal não aguentei mais e pus-me ao caminho... Mal imaginava eu o que me esperava. O tempo piorou. Choveu uma chuva gelada durante grande parte do caminho mas isso nem foi o pior. Pior mesmo foi a imensa ventania e a água que apanhei... Não me 'lembrei' que os riachos por onde passo poderiam estar cheios, transbordando mesmo nalguns sítios. Só olhava para o lado e via a água a passar numa velocidade considerável, arrastando consigo troncos e paus. Até que cheguei a sítios onde a água tinha mesmo atravessado os estradões e era tudo ou nada. Ou passava rapidamente por cima daqueles pequenos rios ou ainda me estatelava no chão. E por isso não hesitei e fui em frente.
Contudo, cheguei a uma parte em que fiquei sem ponto de escape ou de saída. Experimentei avançar com a bicicleta mas imediatamente esta afundou-se e a água veio até ao guiador o que significava que pedalar naquela água que passava com corrente era impossível ou que passava com a água quase pela cintura carregando a bicicleta às costas e correndo alguns riscos...
Em instantes de segundo tive que pensar numa solução e estranhamente reagi depressa e sem pânicos. Tinha começado a chover mas imediatamente peguei na bicicleta, virei para trás e percorri os mini riachos sobre os quais já tinha passado o mais depressa que consegui antes que enchessem mais com a chuva que caía...
Ufa... Parecia um teste, uma aventura num filme. Confesso que estranhei a minha frieza peranta uma situação (tão) perigosa e sem ninguém por perto...
Resumindo: fiquei com a roupa, os sapatos e os pés gelados, molhados, ensopados e tudo cheio de lama 
O tempo estava muito agreste e apesar de andar às voltas, de tantos contratempos e de ter pedalado apenas 35 kms, confesso que me soube muito bem... Não consigo explicar. Senti-me bem, foi-se o stress...

- foto retirada -

1 comentário:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Que aventura! Das que sabem meeesmo bem, é ou não é? Ando a precisar disso, mas na versão Corrida que bicicleta para mim é especie de tentativa de suicidio se é que me faço entender ;)

Um bom ano para ti e para os teus.