quarta-feira, 23 de abril de 2014

É de pequenino...

É de pequenino que se incute (e pratica) este espírito e, felizmente, tenho um filho que também gosta (adora) andar de bicicleta... Demos-lhe a primeira bicicleta (ainda com rodinhas) no dia em que fez 3 anos. Quase aos 5 anos já andava sem rodinhas, demos-lhe uma bicicleta maior, e há um ano e tal que tem esta bicicleta (a da foto), já maior (roda de 20') e mais 'sofisticada'. Com esta bicicleta veio também o equipamento 'a sério' de ciclista júnior: calções, calças, jersey e luvas (o capacete sempre teve...).
E assim sendo, e talvez por ver os pais, o filhote é destemido, audaz e ágil a pedalar... No fim de semana passado fomos os dois dar uma volta e foi muito divertido. Tenho no meu filho um bom amigo, um companheiro, um menino muito dócil e conversador. Acatou todas as minhas indicações sobre a segurança a pedalar, fez tudo o que "mandei" e por isso subimos e descemos alcatrão para finalmente entrarmos na terra... E aí sim, pedalámos os dois, lado a lado, sempre a conversar. Com uma mãe tão calada, ainda bem que o filho é conversador e assim percorremos cerca de 8 quilómetros e foi... apaziguador... 
Deixei depois o filhote em casa, com a avó, e segui na minha pedalada solitária a sentir a falta do meu filho e das suas conversas e companhia...
Fiz uns 50 kms e dou também conta que o meu corpo anda a pedir mais quilómetros... Comecei por pedalar 14 kms, passei para 20, andei algum tempo nos 30/35 kms, passei a pedalar normalmente 40/45 kms e chegar aos 50 kms foi uma espécie de "marco". Entretanto entrei nos 60/70 kms, cheguei a fazer 85 kms, e agora, numa saída 'normal' porque também não tenho muito tempo livre, sinto que 40/45 kms já são poucos, que 50 kms ou mais começam a ser necessários, quase fáceis e usuais porque sem isso o meu corpo não parece ficar 'satisfeito'. Continuo, contudo, insegura e por isso (ainda) não me inscrevi em nenhuma prova. Continuo a achar que vou fazer 'figuras tristes', que serei dos últimos e que por isso mais vale nem ir...
(PS: Kms em BTT, não em estrada...).


Sem comentários: