sábado, 12 de abril de 2014

Queria esquecer estas "coisas" mas... não consigo...

Faz hoje um ano que fui operada e que a partir daí o meu ombro e o meu braço se tornaram... 'diferentes'... Passaram a ter uma placa e parafusos e é incrível como já passou um ano...
Bem sei que não devemos ficar agarrados ao passado mas eu não consigo passar pelos dias sem me lembrar do que aconteceu no ano anterior... A operação, com anestesia geral, deixou-me muito indisposta e nesse dia nem consegui comer, só consegui beber chá... Lembro-me que acordei para aí às duas da tarde e que as enfermeiras achavam que eu estava muito sonolenta, da anestesia, porque dormitei durante quase todo o dia...
E nesse dia à tarde vomitei, estava tão agoniada da... anestesia...
Como costumo dizer, isto foi tudo tão doloroso que não dá para ignorar e esquecer...
Um ano depois tive um dia cheio mas com e do filhote, que é realmente o meu grande orgulho, e só ele importa...
No ano passado parecia-me que tudo passava tão devagar, o tempo no Hospital, as dores, o facto de não mexer o braço, enfim...
Um ano depois parece que "finalmente" comecei a recuperar, a recuperar o ânimo, a força, o peso e muitas outras coisas.
Ganha-se e perde-se em tudo na vida e esta queda, este acidente, o internamento e todo o processo lento e doloroso foram realmente um marco na minha vida e que me mudou... Um ano depois sinto-me como que mais forte, mais pragmática, mais objetiva, menos lamechas, muito mais madura, adulta, segura e mais 'visionária'...

Sem comentários: