sexta-feira, 2 de maio de 2014

Bem sei que ninguém está interessado mas...

Só agora consegui vir ao Blog... Tive um dia muito agitado no trabalho apesar de ser sexta-feira e 'ponte' para muitos. Para mim foi um dia de tensão, de acumular, de culminar de noites mal dormidas só a pensar no que havia para fazer...
E agora está semi feito e nem sequer sei se está bem feito. E depois desta semana stressante e de só ter ido ao ginásio na segunda-feira, hoje tinha que me ir exercitar, caramba!
Sim, eu sei, ontem foi feriado mas... a minha mãe já não está por cá, o marido teve formação o dia todo no dia do trabalhador o que só por si é uma trabalheira e vai daí que passei o dia a dois mas com o filhote, a ser mãe o dia inteiro, a irmos ao parque, a darmos voltas e depois o filhote comeu um gelado.
Mas como estava a dizer, lá fui hoje exercitar-me e duas aulas e quase duas horas depois tinha gasto qualquer coisa como 1125 calorias o que é mesmo muito... 
Numa aula tonifica-se e é ali que percebo que continuo com poucas forças ao usar o próprio corpo como peso e que o braço e o ombro têm limitações e que, de quando em vez, doem...
Noutra aula pedala-se e reforça-se a capacidade aeróbica. O braço pouco ou nada é usado pelo que no Cycling junta-se o útil ao agradável: gosto de pedalar, gosto da aula e da sua intensidade, e não me faz sentir 'menos capaz' por ter um braço que não se estica na totalidade e que não funciona bem nalguns movimentos e exercícios doutras aulas... 
E é isso... O facto de não sentir que o meu braço e ombro estão (e são) um pouco limitados, alivia-me e afinal, estou ali para me exercitar, divertir e desanuviar do dia à dia. Se começo a interiorizar nalgumas aulas a chatice que é do braço não "estar normal", começo a ficar angustiada e... não vale a pena...

1 comentário:

Maria disse...

AI Ana Luisa, posso não comentar com frequência mas é sempre bom ter noticias tuas!!! Quando te ausentas um tempito, deixas aqui uma alminha preocupada!!!
Quanto ao braço e ombro... dá tempo ao tempo mas lembra-te que ele nunca mais voltará a ser o que era... mas isso não te impede de fazeres o que te faz bem...
:)
Beijinhos!!! :)