terça-feira, 22 de julho de 2014

A futilizar, a ficar sem cérebro, a precisar de férias

Se calhar é tudo isto e muito mais... A verdade é que já não penso de forma fresca e reluzente nesta altura do ano. Custa-me a pensar e o que penso gira à volta da bicicleta, do ginásio, das aulas, das roupas, das calorias, da bicicleta, do cycling, do peso, da bicicleta, e por aí fora.
Caio em mim a pensar se me estou a tornar fútil aos 40 anos porque mais parece que só isto me interessa. Quer dizer, não é bem assim, tenho muitos mais interesses mas os que me fazem brilhar os olhos são os mencionados no primeiro parágrafo...
Como tal, ontem fui ao ginásio ao fim do dia, fiz duas aulas e gastei quase 1000 calorias naqueles exercícios. E ainda aconteceu outra coisa de que gosto: 'ajudar' pessoas que se estão a iniciar no exercício e na perda de peso... Combinei com uma amiga que podia ser minha filha de irmos juntas porque ela nunca tinha experimentado as aulas e estava com algum receio... Aquela menina/mulher, mas que, ainda assim, volto a repetir, poderia ser minha filha, sentiu em mim um apoio e eu senti-me bem por a apoiar, dar dicas, aconselhar e acompanhar no treino e no que ela pretende atingir e que quer fazer... Quem sou eu para dar 'bitaites' sobre isto tudo, nem sequer tenho formação em Nutrição ou Exercício, mas a verdade é que gosto mesmo de ajudar quem quer perder peso ou ganhar forma... Sinto que aquilo tudo por que passei (a perda de peso, o desporto todo que desatei a fazer) que pode ajudar quem se está a iniciar neste processo... Gosto de ajudar e de incentivar, de partilhar o que aconteceu comigo essencialmente para as pessoas não desmoralizarem porque sei bem o que é ter peso a mais, não estar em forma e por aí fora...
Mas de resto, a minha cabeça elenca memorandos sobre roupas anti transpirantes, ou não, sobre senhas de aulas, sobre as aulas e as músicas, o esforço que faço nos exercícios que requerem que o braço se estique e que eu não consigo e em que depois vejo quase toda a gente a desistir quando não têm qualquer placa ou parafusos no braço & ombro...
Apetece-me partilhar com o mundo e ajudar. Ajudar muito porque acho que compreendo muito bem quem se sente mal com a sua imagem, quem se sente inseguro por causa dos quilos a mais que acha que nunca os conseguirá perder...
Sou muito cética em relação a batidos e dietas milagrosas. Aliás, não sou cética, pura e simplesmente não acredito em nada disso, escusam de me vir com cantigas ou publicidades enganosas maravilhosas...
Não acredito em comprimidos ou medicação.
Não acredito em radicalizações e acredito muito pouco que alguém que nunca passou por isto entenda... tudo isto...
Acredito que cada um de nós tem força para conseguir o que quer, mesmo que esteja lá bem no fundo ou que não saiba disso...
Acredito que com as palavras e os exemplos certos podemos fazer com que os outros se sintam melhor e é disso que eu gosto... Queria poder ajudar mais pessoas mas as pessoas também não sabem que eu as gostaria de ajudar já que ando constantemente muda e calada... Isto só acontece quando calha em conversa. E calhou com esta minha amiga muito mais nova. Por que ela não acreditava, já que me conheceu enquanto eu participava numa maratona de BTT, que um dia eu tivesse pesado quase 100 quilos e que parecesse ter sido mordida por um enxame de abelhas no corpo todo...

2 comentários:

Alexandra A. disse...

Gostei muito desta tua partilha e, em muitos pontos, entendo-te perfeitamente. Já sabes que admiro todo o teu percurso, sou tua fã. ;)

[tens um comentário em destaque lá no blog :p]

Algures no Oeste disse...

Obrigada Alexandra, lol!
Já fui ver o comentário em destaque, eh, eh.
Beijinhos.