sexta-feira, 25 de julho de 2014

Dos 40...

Uma semana (e um dia...) passados sobre a entrada nos 40, dou por mim com vários pensamentos vagos e difusos... e se calhar sem qualquer interesse para a humanidade e muito importantes para mim...
O senhor, com cerca de 70 anos, que continua a chamar-me de "menina" quando nos encontramos a comprar pão de manhã. Pois se 'antigamente' não ligava nenhuma, agora, com 40 anos, sinto que o facto de me chamarem "menina" que me rejuvenesce... Até parece que não tenho ar de... 'senhora'... 
Olho-me no espelho e não me sinto com 40 anos, quando muito com uns 35 anos, não sei bem... Sinto-me em semi forma, não estou com peso a mais ainda que gostasse de ter menos uns quilitos, mas pronto, sei que não estou mal de todo...
Ouço rádios para pessoas muito mais novas do que eu, onde todos se tratam por tu e passa música semi 'eletrónica', tipo a do ginásio, que me dá energia e vontade de dançar. Não gosto de músicas antigas, raramente ou nunca ouço a M80 porque faz sentir angustiada e quase deprimida só de pensar que tinha 16 ou 20 anos quando aquelas músicas estavam na berra...
Olho e penso sempre em frente mas não sei quanto tempo tudo isto vai durar. Vejo-me ao espelho e no cimo da cabeça saltitam um ou dois cabelos brancos...
Não quero parecer nem ser mais jovem, não é isso. Não quero fazer figuras quase ridículas de tentar parecer que tenho 20 anos, na aparência, nas roupas e na vivência, tipo "'tá-se bem-fixe", não é isso, é só que a energia e o corpo recusam-se a aceitar o "estigma" dos 40 anos que me parece um peso-pesado...
Caramba, o que sou eu aos 40 anos... Há coisas que ainda não estão bem e que estão por resolver e que eu achava que nesta idade estariam em velocidade cruzeiro...
Deixei de ligar a umas coisas e passei a ligar a outras...
40 anos, que peso...

Sem comentários: