segunda-feira, 28 de julho de 2014

Primeira vez na praia...

Eu sei, é incrível, quase do outro mundo mas ainda não tínhamos ido à praia... O tempo pelo Oeste não tem estado grande coisa e como tenho sentido sempre fresquinho, acabámos por não ir molhar os pés... Mas neste fim-de-semana foi diferente, apesar do nublado a temperatura estava amena e para grande felicidade do filhote, num ápice preparei o saco com as toalhas e o lanche e rumámos à praia... E foi bom...
Fomos para a água e brincámos muito os dois. O filhote flutuava em cima de mim e eu andava na água com os braços para trás e para a frente na areia. Apercebi-me com isto que não tive dores no ombro e no braço, apesar do esforço que estava a fazer, o que quer dizer que estar na água ou movimentar-me dentro dela pode ser bom para aquela zona do meu corpo...
Também me apercebi doutra coisa: que bem que sabe ter tempo para estar com o filhote e ser mãe a brincar... Que adorei estarmos os dois na praia e na água a brincar... Apercebi-me que preciso desesperadamente de férias porque me sinto exausta com as rotinas do dia à dia...
Apercebi-me ainda que preciso de bronzear as pernas para ver se ficam com a mesma cor por inteiro já que as marcas dos calções de ciclismo fazem com que a cor da pele não seja homogénea e pareça ter vários tons...
Foi uma tarde espetacular no dia em que a minha mãe completou 70 anos... É verdade, tal como a mim custa a acreditar que fiz e tenho 40 anos, também me custa crer, e à minha mãe também, que são 70 os anos que completou...
Talvez por isso ao serão deram-me uma saudades do meu pai muito fortes... Tantas que assim de repente desatei num pranto a chorar... Mas inspirei e... "passou"...


Sem comentários: