segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Isso é para meninos, pá!!!

Por estes dias marido diz-me que o não sei quantas perguntou se eu estava melhorzinha ao que o meu querido esposo respondeu que sim.
E vai daí que quem perguntou por mim achava que eu tinha caído da bicicleta e partido a clavícula, ao que o meu esposo respondeu que não e que 'explicou' o que se tinha passado.
E eu num grande ataque de parvoíce, ao saber disto, exclamei um aparvalhado:
"Partir a clavícula?! Pá, isso é para meninos!!! Qualquer um parte a clavícula quando cai da bicicleta!!! Sabem lá o que é partir algo tão rebuscado e erudito como o colo do úmero, traduzindo: a junção do osso que liga o braço ao ombro e permite a sua articulação!!! Sabem lá o que é ter dores insuportáveis, perder parte da mobilidade do braço e do ombro, ter uma placa e respetivos parafusos, ter feito inúmeras sessões de Fisioterapia!!! (Quase) ninguém sabe!!!
Por isso, partir a clavícula, é coisa pouca!!!"
Depois caí em mim, que eu sou pessoa de não menosprezar as dores e azares alheios, e reflecti dizendo que com a "minha sorte" ainda havia de ir dar uma volta na bicicleta e partir a clavícula...
Enfim... A queda que tive e as suas consequências vão acompanhar-me até ao fim dos meus dias...
Resta-me, felizmente, não ter dores no meu dia à dia. Só as sinto se me enervar, se estiver mesmo muito frio, se me deitar sobre o ombro, se alguém empurrar ou puxar o ombro...

1 comentário:

Gaja Maria disse...

Nem sei o que diga, também já caí mas felizmente nunca parti nada. Espero que fiques bem :)