segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Isto interessa (a alguém)...?

E na sexta-feira lá rumei ao ginásio e, por acaso, só por acaso, sentia-me com energia apesar de continuar constipada e entupida do nariz.
Contudo, a energia fez-se sentir ao fazer as aulas. Fiz duas aulas, uma de cycling (of course) e outra em que trabalhamos as diversas partes do corpo e onde por vezes me sinto limitada do ombro e do braço. E talvez por isso senti com mais satisfação o facto de fazer um exercício em que não senti dor, algo que tinha acontecido quando o experimentei (ao exercício) pela primeira vez... Não encontrei imagens para exemplificar mas é algo semi militar em que damos um impulso das pernas que estão em prancha até junto dos braços e ombros e depois damos um salto com os braços no ar. Fiz isto a medo sendo que o primeiro impulso foi o de nem sequer tentar com medo das dores agonizantes provocadas pela placa e pelos parafusos mas depois pensei que devia insistir. E ainda bem que o fiz pois a surpresa das surpresas foi não ter dores! Se não tivesse tentado nem sabia que não teria dores, não é... Lá está porque devemos sempre tentar e insistir...
E depois disto tudo, sabendo que no domingo não poderia ter a minha volta matinal de bicicleta porque o pai não ia poder estar presente, fiz-me à vida, ou melhor, à bicicleta, no sábado à tarde.
Depois duma manhã atarefada com a vida doméstica (compras para a casa, lava, estende, apanha, limpa, prepara, cozinha e por aí fora...), a seguir ao almoço segui os meus instintos e equipei-me. E fui. Sempre pensando que é melhor do que nada mas que para ter algum rendimento a pedalar precisaria de o fazer umas três/quatro vezes por semana, enfim, adiante...
E sozinha pedalei uns 50 kms, parte em terra, parte em alcatrão. E por momentos ocorreu-me a ideia de que, se calhar, gostaria de ter uma bicicleta de estrada para os dias em que só me apetecesse pedalar e nada mais do que isso, mesmo sabendo que é mais perigoso e monótono... E que caí no alcatrão...
Adiante...



Bom, entretanto graças à dica e ao comentário da Alexandra A. - obrigada, ehehe - descobri o nome e fotos dos tais exercícios de que estava a falar ali em cima, que afinal (já) não me provocaram dor entre o ombro e braço.
Ei-los!!! (e não "eis-eios"!).


3 comentários:

Alexandra A. disse...

Estiveste a fazer burpees? ;)

Algures no Oeste disse...

Ai ALEXANDRA A. és um génio, ehehehe! Fui pesquisar e é mesmo isso!!!
Viva!
Vou acrescentar a imagem, graças a ti ;)
Beijos.

Alexandra A. disse...

;)
Conheço os burpees bem de perto. E a verdade é que primeiro estranha-se, depois entranha-se :)

glitter