sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Pois que fui ao médico...

E gosto muito mais do médico do meu trabalho do que do meu médico de família que parece apenas sorrir e ser afável no seu consultório privado. No Centro de Saúde é vê-lo a cuspir arrogância e a ignorar as pessoas. Só lhe falta bufar e soprar.
Bom, agora que já tive o meu pequeno momento de má língua, ou será de dizer a verdade, passo a referir que o médico do meu trabalho é muito mais atencioso e preocupado. Foi ele que me detectou a hipertensão e a partir daí fiquei medicada.
Tem estado tudo bem. Tanto que fui doar sangue pela primeira vez após tomar os medicamentos para a tensão alta e entretanto recebi uma sms a dizer que as análises estavam normais e que agradeciam a minha dádiva.
Mas hoje não estava tudo bem. Mesmo medicada a tensão estava quase a 17, o que é muito... e os batimentos cardíacos estavam também acelerados...
Portanto, recomendações: para a semana medir a tensão porque entretanto deverá regularizar.
Trouxe na mala a credencial para fazer algo que nunca fiz na minha vida: uma ecografia mamária e a famosa mamografia... Fiz 40 anos. A minha avó materna faleceu de cancro da mama. A minha tia paterna teve que tirar um peito quando tinha 57 anos. A minha meia-prima (filha de um meio irmão do meu pai...) de 52 anos está neste momento a lutar contra um cancro da mama...
Portanto, eu que não sou nada dada a doenças e afins, o melhor que tenho a fazer é precaver-me visto que o historial familiar feminino não é lá muito simpático nesta parte...
:-(



Sem comentários: