terça-feira, 20 de janeiro de 2015

E não é que fui

Se estava com dúvidas entre ir ou não ao ginásio, com o aproximar da hora de almoço, as dúvidas foram-se dissipando... Quase 'a medo' acabei por ir. Pus-me a fazer contas e há quase dois anos que não ia ao ginásio à hora de almoço... E se nessa altura era uma rotina, hoje custou-me um pouco mas no final soube muito bem. Contudo, não deixei de andar a correr dum lado para o outro e isso fez-me ficar ainda com mais calores entre o vai e volta do trabalho, veste e despe, toma banho e por aí fora... A vantagem é a de que neste horário não está lá quase ninguém, ao contrário do que acontece no final do dia/serão, em que para mim começa a ser muita confusão... A desvantagem é realmente o limite de tempo e as correrias.
Contudo, aqui estou agora a trabalhar, 'satisfeita' por estar "despachada" do exercício e por não ter que 'perder mais tempo' ao fim do dia... Claro que assim também exercito-me durante menos tempo mas, em compensação, também como menos porque tenho menos fome à hora de almoço e menos tempo para comer. Às vezes à noite, quando chego a casa depois de 2 horas de exercício intenso, vou esganada de fome e por muito que me controle, nalguns dias sai asneira no que à alimentação diz respeito...
Enfim, vamos ver como irei conjugar tudo isto daqui para a frente...


1 comentário:

Gaja Maria disse...

Muito bem :)) Também o faria, mas tenho apenas uma hora para almoçar e trabalho longe do ginásio, tem mesmo de ser ao fim do dia :)