sábado, 14 de fevereiro de 2015

Como é que já passaram 2 anos...

E pronto. Faz hoje 2 anos que o meu pai partiu, por volta das seis da manhã.
Não dormi nada de jeito, acordei cedo, e o que é que eu podia fazer para desanuviar um pouco? Pedalar...
Filhote até tinha uma atividade importante dentro da sua atividade mas eu precisava de estar sozinha com os meus pensamentos pois sei que não seria boa companhia, precisamente para aqueles que me são os mais próximos...
Saí de casa ainda nem eram nove da manhã e é claro que não estava muito inspirada a pedalar.
Pensei em tanto e em nada. Pensei que gostaria de me desapegar mais do passado e de quem partiu mas, até ver, não estou a conseguir...
E agora eis-me de volta ao sítio onde sempre morei antes de ir para o Oeste... Ui, tantos pensamentos...