sexta-feira, 29 de maio de 2015

Não sei que dizer

Será que é de não pedalar desde o fim de semana...?
Fui duas vezes ao ginásio à hora de almoço mas, entretanto, não voltei a pedalar. Por questões de horário e de logística familiar, não tem sido possível ir dar uma voltinha de fim de tarde.
Ontem, durante uma das atividades de filhote, poderia ter ido correr ou caminhar mas tinha (e tenho...) tantas dores nas pernas por causa duma aula no ginásio, que decidi ficar quieta e dedicar-me às lides domésticas... Pois que corri do trabalho para a Escola a buscar filhote, e da Escola para casa. Pus roupa a lavar, arrumei malas e mochilas. Filhote mudou de roupa, passámos no supermercado. Filhote ficou em sua atividade. Eu fiquei em atividade de filhote a observá-lo um pouco. Voltei a casa para estender a roupa que tinha ficado a lavar. Pus a mesa, adiantei o jantar. Voltei à atividade de filhote. Esperei. Voltámos para casa. Banhos, jantar, tpc's. Apanhei parte da roupa que tinha enxugado. Tratei da louça e da cozinha. Ah, e dos lanches para hoje. Entretanto visto o pijama e, finalmente, sento-me no sofá a ver Midsomer Murders, uma das minhas séries preferidas e que me apazigua, nem sei porquê, talvez porque envolve crimes (temática que me fascina...) mas não os aborda de forma agitada e violenta...
Mas entretanto filhote quer cereais. Levanto-me do sofá a custo para aquecer o leite. Pelo meio ataco, desnecessariamente, umas quantas bolachas de chocolate. Filhote adormece. Acabo de ver o episódio. Ufa outra vez. Deito-me, quando acordo já é hoje de manhã...
(Deu para notar que o pai estava ausente em serviço.)
Fartei-me de correr. Farto-me de correr em dias assim que não são únicos nem poucos... A vida é uma correria. Sinto-me cansada e farta de não ter 'ajudas' nem família perto... E talvez por isso também não sei bem o que escrever por aqui...



1 comentário:

Sol disse...

Humm...não te rales muito com isso, a sério. Eu tenho a minha mãe ao pé e a minha sogra não muito longe. Ajudas? Esquece. Também ando sempre a correr ou por mim ou pela minha mãe, de vez em quando ainda tenho de ir fazer uns favores à sogra. Ajudas? De quando em vez a minha mãe fica-me com o meu filho, nada mais. E volta e meia ainda vai lá para casa para desabafar e contar-me coisas que eu não quero saber mas que como ela está sozinha vou dando um desconto e vou ouvindo.
Por isso, não te rales muito, não estás sozinha nessa luta!
(só não gosto é dos filmes que vês mas também tínhamos que ser diferentes em alguma coisa!)