sexta-feira, 5 de junho de 2015

Pedalando ao final do dia

Ontem saí do trabalho e decidi ir dar uma volta de bicicleta. Apeteceu-me, pronto. Além de que tinha deixado o jantar feito de véspera já que o pai também teria que sair com filhote para sua atividade e como não há criadagem lá em casa, há que prever e planificar...
:P
Bom, equipei-me e saí de casa a pensar que daria uma volta de uma hora, uma hora e pouco, porque o tempo não é muito, ou quase nenhum... 
E lá fui.
Custaram-me as subidas.
Depois, afinal, estava outra vez vento.
Comecei a ficar enfadada de pedalar contra o vento, agachada no guiador, fazendo uma força extra com as pernas.
Mentalmente fazia caretas.
Depois passei por umas três pessoas que iam juntas a pedalar e pensei que lá ia eu sozinha, como em 97% das vezes que ando de bicicleta, e que não tenho vida para andar muito tempo a pedalar. Tenho o meu filho e respetivos TPC's, testes, a casa, a comida, tudo praticamente depende de mim...
Fiquei ainda mais enfadada e nem o vento me levava as más ideias do pensamento.
A pedalada custava cada vez mais.
Pensei que por muito que treine que não sinto evoluções. A minha média de velocidade é sempre a mesma, nunca sai daquilo. Que às vezes o meu corpo parece o duma pessoa cansada e sedentária, duma pessoa velha e que não progride, apesar de pedalar, correr, saltar, ir ao ginásio, caminhar e quiçá até fazer o pino.
Posto isto, e com tanto vento e uma neblina fresca súbita, só queria era chegar a casa. Sentia-me mesmo... farta...
Acho que ando a precisar duma qualquer pausa... o vento enerva-me...
Pensei que hoje ao fim do dia, em que está prevista mais uma ventania, que iria ao ginásio. Trago o saco preparado no carro, vamos ver se vai dar para ir... Queria ir, apetece-me música alta e ritmos frenéticos que aguento e "faço bem"... Sinto-me farta do silêncio e do meu aparente cansaço a pedalar contra o vento.
Argh...!!!

3 comentários:

Marta Moura disse...

Gosto tanto de andar de bicicleta, mas raramento o faço!

Sol disse...

Tens de fazer um exercício mental e parares de pensar nessas coisas enquanto pedalas. Desfruta da paisagem por muito que já a tenhas visto, pensa nas coisas boas que a vida te dá, vais ver que andas com outro gosto! Beijinho

Gaja Maria disse...

Detesto pedalar contra o vento, uma pessoa pedala, pedala e parece que não anda nada. Para a próxima faz a volta ao contrário, a favor do vento :))