quinta-feira, 2 de julho de 2015

Eu estava a lavar os dentes depois do jantar

E filhote aproximou-se de mim, a propósito de nada, e sussurrou que tinha pedido dois desejos.
Aconselhei-o a não os revelar a ninguém pois corria o risco de não se concretizarem.
- Sabes filho, a mãe em pequena também pediu desejos e como os contei a outras pessoas, não se realizaram...
- O quê, mãe?
- Olha, pedi para ter irmãos e a verdade é que nunca os tive...

E ficámos ali naquele impasse.
Comecei a alvitrar hipóteses para os seus desejos: uma PS4, mais jogos, outra bicicleta, e por aí fora, mas não, acenava com a cabeça a dizer que não era aquilo que tinha desejado.
Até que me pediu para me baixar e, baixinho, sussurrou-me ao ouvido: sabes mãe, eu desejei que tu fosses sempre muito feliz, para não ficares triste...
... ... ...
Silêncio... Pausa...
... ... ...
Agarrei-me a ele enquanto umas lagrimitas teimosas saltaram dos olhos.
- Sabes filho, também se chora por felicidade e eu estou feliz, muito feliz, por teres tido esse desejo e lembrares-te de mim...
Mais um abracinho...
E aquele momento ficou, e ficará sempre, que no meio de tantos problemas o meu filho tem o cuidado e o amadurecimento de querer ver a mãe feliz..
Fiquei... feliz...

3 comentários:

Corre como uma menina disse...

Aww... Tão querido! <3
Imagino o orgulho e emoção. :)

Gaja Maria disse...

As nossas riquezas são eles :)

Dulce disse...

E tens toda a razão para ficares feliz!