segunda-feira, 27 de julho de 2015

Eu queria escrever coisas, a sério

Sinto-me... a ficar... diferente... e não o consigo explicar bem... 
Talvez esteja a precisar de férias pois nesta altura o meu cérebro parece já não funcionar em condições...
Penso em imensas futilidades como passar o tempo a comprar roupas mas que fossem também... diferentes... mesmo sem saber bem o que isso significa... que fossem roupas em cores e formatos diferentes, que me favorecessem mas de forma... diferente... já não digo coisa com coisa...
E o cabelo... sempre gostei de o ter volumoso mas hoje enchi-o de laca por todos os lados por forma a ficar com um cabelão volumoso, cheio de jeitos e com um ar rebelde e selvagem... Sim, quando me refiro à laca, não é laca para me pentear, é uma laca de volume forte, que coloco junto às raízes e no meio do cabelo para lhe dar esta ar de quem apanhou uma ventania enorme na mona...
Que se passa com o cabelo e a minha cabeça...?

No fim de semana voltei a ir a outra maratona de BTT e, 'estranhamente', também correu muito bem, tal como tinha acontecido com a outra prova de há duas semanas atrás... Não, não ganhei prémios nem fiquei nos primeiros lugares, fiquei a meio da tabela no escalão Feminino mas até fiz o percurso mais depressa do que é costume nas provas... Sinto-me a fortalecer, a aprender e a superar medos nas descidas e nalguns trilhos e 'singles' mais técnicos e apertados. Contraio o corpo ao invés de ir para ali toda esticadinha e sentada na bike. É claro que com o meu tamanho iria sempre bater nos obstáculos que pudessem surgir...
Mas agora manobro o meu corpo e a bicicleta, mando neles, para não bloquear ou parar em pedras, ou nos troncos espetados no meio do caminho, ou bater e tropeçar com o guiador em 'singles' apertados com árvores dos dois lados do percurso...
Ontem saltei pedras, passei-as sem me desiquilibrar, subi e desci pisos com imensa gravilha, nunca desmontei da bicicleta a não ser numa descida num 'single' que era mesmo a pique e em que só os ultra prós a faziam montados...
Fiquei tão satisfeita comigo mesma por estar a notar estas evoluções mas depois parece que desmoralizo, que nunca é suficiente, que todos são mais rápidos do que eu. E aí apetece-me fugir com a bicicleta debaixo do braço e enfiar-me num buraquinho, que se esqueçam de mim...
Mas depois chegam as fotos das provas e acho tanta graça ao ver-me ali naqueles preparos 'bttistas'...

Férias... preciso de férias...


1 comentário:

Dulce disse...

Se estás a mudar e sentes que é para melhor, não te detenhas a pensar muito; aproveita a maré. :)