sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Espelho, espelho meu...

Espelho meu, espelho meu, haverá alguém com uma coxa de galinha maior do que eu...?
:P
Bom, podia ter-me dado para pior mas não me exercitava (meaning: não pedalava, não corria e não ia ao gym...) há coisa de uma semana e creio que o meu cérebro já estava a ficar afetado pois o meu humor e ânimo já não eram os mesmos...
De dia para dia, eu esmorecia e a razão era óbvia: as endorfinas não tinham como se soltar, coitaditas...
E posto isto, ontem foi o dia do regresso.
Fiz duas aulas, uma mais de força e com exercícios feitos com o peso do próprio corpo, o que é sempre bom... O suor começou a escorrer pela cara abaixo na parte das pranchas movimentadas pois o meu ombro dá logo sinal, ou seja, aquilo começa tudo a estalar quando se mexe dum lado para o outro e... dói... mas eu não desisto... tento e faço os movimentos mas chega a um ponto em que não consigo mais por causa do desconforto enorme que sinto...
Next...
E fui ao Cycling... Como a aula estava quase cheia tive que ir para uma bicicleta em que ficava muito próxima do espelho e "de lado", ou seja, se olhasse para o lado, lá estava eu própria a pedalar que nem uma maluca, tudo por causa da energia acumulada...
Ontem, com tal panorâmica no espelho, que eu nem sou dada a babar-me comigo mesma no espelho, nem sequer a olhar para mim mesma no espelho, dei conta, mais uma vez, da minha zona deveras composta: as coxas e os glúteos... E pronto... Lá dei por mim a pensar como seria tão feliz se as minhas coxas e glúteos fossem um nadinha menos volumosos mas, ao mesmo tempo, constatei que, ainda que esteja tudo com um pouco de volume a mais para o meu gosto, que me parece estar tudo bem 'delineado' e 'proporcionado', ou seja, tenho que parar com estas manias da perfeição de que nunca nada está bem...
Mas podia ser das luzes, ou da falta delas...
Enfim... que bem que aquilo tudo me soube... 

(imagem da net)

1 comentário:

Gaja Maria disse...

Já eu queixo-me que sou magricela no rabo e nas coxas e gostava de ter mais um pouco... nunca estamos bem, raios parta as gajas :))