segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

O fim do Pai Natal...

Parece que para os nossos lados "se acabou" o Pai Natal...
Com a época natalícia começam os famosos jantares de Natal e num deles havia entrega de prendas às crianças, filhote incluído.
Eis senão quando começam a chamar pelo Pai Natal e entra um senhor...
Virei-me para filhote e disse num tom entusiasta: "Olha filho, vem aí o Pai Natal!".
Pois eis que filhote, do alto dos seus 9 anos e quase 2 meses, olha para mim com ar de desdém e responde: "Oh mãe, o Pai Natal...?", em género "dah!" ou "sinceramente mãe, o Pai Natal não existe"... 
E eu caí em mim pois bem sei que os anos passam e que filhote já sabia que o Pai Natal não existe mas... ao mesmo tempo fiquei como que quase perplexa pois ainda que seja uma criança, o meu filho está a crescer e aquelas "coisinhas" de "criancinha" estão mesmo a deixar de existir...
Foi-se o Pai Natal...

1 comentário:

Portuguesinha disse...

Mas o Pai Natal EXISTE!
O conceito de pai natal impingido é que nunca existiu. A figura existe. É o símbolo do consumismo por um lado, um símbolo do Natal por si só. Existe. O que não existe é a fantasia mágica em torno dele e nem é ele o responsável por oferecer todos os presentes a todas as crianças do planeta.