segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

De manhã...

Na manhã de domingo, ainda que o tempo estivesse incerto e não solarengo como no sábado, levantei-me e obriguei-me a ir pedalar...
Achei que já tinham passado 20 (VINTE!!!) dias desde a última vez que tinha pedalado.
Achei que desde então que me estava a mexer muito pouco.
Achei que tinha consumido demasiadas calorias no período das Festas.
Achei que precisava de voltar a sentir aquele gostinho de levar com o vento frio na cara, chegar ao mar, à praia, levar com lama e sentir-me livre...
E lá fui eu, numa pedalada melancólica e bucólica...
Fui sozinha.
Fui cheia de roupa.
Estava realmente frio.
E foi... divertido... mas não vibrei a andar de bicicleta como "outrora"...
Soube bem mas... saberia melhor se tivesse um destino, uma distância maior planeada, se tivesse mais tempo, se tivesse companhia... Mas nem todas as companhias porque estou a ficar seletiva com o passar do tempo e da idade...
Longe vão os dias em que dizia a toda a gente para ir dar uma volta.
Hoje em dia, ainda que também me custe mais andar sozinha, não digo nada a ninguém. Prefiro ir comigo mesma e assim não me chateio, pedalo como quero, e levo comigo os meus pensamentos barulhentos no meio do silêncio do mato...


Sem comentários: