quarta-feira, 9 de março de 2016



Tem medo do escuro tal criança sem futuro
é falso velhaco cobarde armado em duro

Vai pelo mundo guiado pela mão
Até depois de morto dá uma volta no caixão

Treme e vacila nem na cama está seguro
Teme que alguém o chame geme sofre de medo puro

Evita o olhar dos mortais que o rodeiam
Esconde-se em mentiras que mesquinhas serpenteiam

Vai pelo mundo guiado pela mão
Até depois de morto dá uma volta no caixão

É só paranóia mania da perseguição
Desconfia de todos resulta da sua traição

Vai pelo mundo guiado pela mão
Até depois de morto dá uma volta no caixão

Sem comentários: