sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Se eu pudesse ir agora andar de bicicleta...

Pegava em mim e ia pedalar para bem longe daqui.
Se a minha vida fosse um filme, que às vezes, não desfazendo, até parece que é, eu agora pegava em mim e na bicicleta, ou seria tão rica que compraria uma outra bicicleta no sítio para onde fosse, e ia uns dias não sei bem para onde.
Precisava de ter a cabeça completamente vazia e oca.
Precisava de um encontro comigo mesma.
Precisava de ir para longe, para onde não conhecesse ninguém e ninguém me conhecesse a mim.
Mas como não me saiu o Euromilhões, tenho que me resignar e não ir a lado nenhum...




Sem comentários: